Ratos

O rato-marrom, rato-castanho, ou ratazana (Rattus norvegicus) é uma espécie de roedorque surgiu no Sudeste da Ásia, mas, devido à acção do homem, acabou por se alastrar pelo mundo inteiro. Chegou à Europa no século XVIII e à América no século XIX. Este rato tem hábitos semi-aquáticos. Encontra-se em pequenos grupos compostos por um macho e várias fêmeas. Constrói os ninhos em corredores subterrâneos.

Tem um ciclo estral de cinco dias, com uma gestação de apenas vinte e quatro, da qual nascem geralmente oito crias. Ocorre, então, um novo estro dezoito horas depois do parto e outros filhotes nascem ao final do desmame da primeira ninhada, que se dá nos vinte e um dias. Os recém-nascidos abrem os olhos aos quinze ou dezesseis dias e sua maturidade sexual observa-se aos três meses de idade.

O rato-marrom tem cerca de 25 cm de comprimento, cauda mais curta ou igual ao corpo, orelhas pequenas, pele áspera e pés com membranas interdigitais.

A variedade Wistar deste rato, conhecido como rato-branco-de-laboratório, é muito usado em pesquisas. Foram-lhe selecionadas características recessivas, como o albinismo.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Rato-marrom